sábado, 25 de fevereiro de 2012

Sento o pensamento na cadeira da alma...acomodo o espírito nas palavras que o silêncio me entrega...canto as melodias que a memória esquece...procuro a luz no hoje para que o amanhã chegue sem ilusões destruídas!

Sem comentários:

Enviar um comentário