sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012


Poderei eu ser um pouco de nada, muito de tudo…ou simplesmente coisa nenhuma…mas nunca deixarei de ser eu!

Serei sempre eu e nunca aquilo que outros julgam de ânimo fácil…






Sem comentários:

Enviar um comentário