quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

A lua dança perante os meus olhos...vestida de metade, canta os encantos dos dias amenos...nos bosques dormem os uivos num covil improvisado...as cidades acalmam os ruídos...por momentos o universo parece perfeito...as cores da Primavera acordam sem imagem...é apenas o sonho alimentado da utopia que teimosamente vagueia pelas veias!

[Memórias da (in)certeza]
 

Sem comentários:

Enviar um comentário