sábado, 3 de novembro de 2012

Fugirei um dia das palavras num silêncio a cantar letras soltas...entregarei todas ao vento para que as leve até ao horizonte perdido...onde se encontra a voz que as sabe soletrar...e na alma as embalar!

Sem comentários:

Enviar um comentário