quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Tudo vale o que vale...o pleno sentir de tudo é o fluxo do sentir liberto de fardos...o grande valor é o pedaço que o nada têm na recolha de um sentido...aquele que cada um lhe dá em pleno ser e crer...não me arrasto em ventos nem caminho por onde me querem levar...na valorização de tudo o nobre sentir é o conhecimento que o tempo mostra...nada fica oculto!

Sem comentários:

Enviar um comentário