sábado, 3 de novembro de 2012

Perdida de certezas percorro as águas num caminhar alienado...as sementes navegam nas turvas águas onde o rio morre para dar lugar ao mar...imenso e amplo entrega à terra o que dela provem...ao encontro da Primavera anunciada nas asas negras no regresso das andorinhas!

Sem comentários:

Enviar um comentário